Reader Comments

Pra Utilizar Na Pele

"Caua" (2018-04-04)

 |  Post Reply

Dependendo do dia, do tempo do mês ou do grau de stress, você fica mais propensa a devorar o primeiro bombom que mostrar-se pela frente. No momento em que o ritmo no trabalho aperta, chega em moradia tão cansada que nem ao menos pensa duas vezes antes de discar pro serviço de delivery. Se quiser saber mais sugestões sobre o assunto desse assunto, recomendo a leitura em outro incrível web site navegando pelo link a seguir: clique aqui para informaçőes. E, no momento em que tenta entrar na linha, se vê inerte diante de questões como "Tomo café da manhã mesmo não tendo fome ou irei treinar de estômago vago?


Ah, que prazeroso seria se, nessas ocasiões, você tivesse uma nutricionista ao seu lado pra ajudá-la nas melhores escolhas ou, ainda, que ela pudesse responder de bate-pronto às suas mensagens de help no WhatsApp. Pedimos a três nutris tão atarefadas quanto você que contassem o que fariam se estivessem no teu local.


Use de norte pra se safar das arapucas que a todo o momento fazem você comer falso. Quem responde: A nutricionista esportiva e funcional Livia Hasegawa, de São Paulo, divide o dia entre o consultório, tua empresa de produtos saudáveis e o crossfit. É custoso ingerir qualquer coisa sólido no momento em que não tenho vontade. Mas treinar sem reserva de combustível não apresenta. Desta forma recorro a um suplemento de beterraba - referência de carboidrato de absorção média, socorro no funcionamento e no ganho de massa muscular. Misturo uma dose (quinze g) do item em um copo (200 ml) de água.


Nas fases em que desejo perder gordura, a estratégia é outra: tomo uma bebida termogênica, como o bulletproof (1 xícara pequena de café puro batido com 1 colher de óleo de coco e canela). A gordura do óleo entra mais rápido pela célula, gera energia e mantém a queima de gordura até o encerramento de um treino aeróbico moderado com meia hora de duração.


Nos dias em que as folhas e os legumes não me atraem, faço um suflê ou uma outra receita em que eles ficam camuflados. No café da manhã, bato couve (ou agrião) no suco verde com uma fruta (maçã, laranja ou melão), água filtrada (ou água de coco) e um limão. No almoço, cozinho legumes picados (abóbora, mandioquinha, cenoura, beterraba) perto com o arroz ou o feijão. E, no jantar, preparo uma sopa com legumes batidos. Tomo um café da manhã reforçado. Faço uma tapioca recheada com ovo mexido e chia - combina carboidrato, proteína e fibras e, dessa forma, me mantém saciada até a hora do treino, dali a três horas.


No momento em que o intervalo é maior, faço um lanche intermediário - desta vez, com carboidrato, proteína e gordura -, até uma hora antes da aula. Podes ser uma banana com um punhado de castanhas ou dois biscoitos de arroz com pasta de grão-de-bico. Após o treino, passo em um restaurante por quilo ou como um sanduíche completo clique aqui para informaçőes repor energia, vitaminas e minerais. Faço um planejamento diário, essencialmente nos períodos de serviço forte, pra preservar o horário do almoço livre. Todavia, quando neste momento sei que será inaceitável parar pra comer com calma, levo pela marmita um salgado feito com massa de atum (ou frango desfiado) e vegetais (couve-flor, cenoura, batata-açucarado).



  • Jantar: Presunto à desejo

  • Atum em óleo - três colheres (sopa) - quarenta

  • sete- Não fume

  • Postagem Referente: Pilates Emagrece - Saiba tudo a respeito do Pilates

  • um colher de chá de gengibre ralado ou quatro rodelas de raiz de gengibre

  • três ovos mexidos

  • Potássio - 104 mg



confira agora

Outra opção é tomar um iogurte batido com fruta. Mas fico concentrada à sensação de fome - se estiver tranquila, prefiro aguardar pra almoçar depois, sem pressa. Quem responde: A nutricionista esportiva Alessandra Feltre atende em Atraente Horizonte e São Paulo. Mas não deixa de treinar no mínimo três vezes por semana. Ao invés dobrar a dose (cafeína além da medida atrapalha o sono), sigo uma estratégia até mais competente pra me preservar alerta. Misturo cacau em pó (1 colher de chá) com um pouco de leite vegetal e, depois, coloco no café.


Vira um cappuccino turbinado, em razão de o cacau potencializa a ação da cafeína. Não apenas já que é irresistível de tão saboroso. Ele funciona como um antídoto contra as flutuações do humor e a indisposição típica deste período. Graças à teobromina - substância do cacau que eleva os níveis de serotonina, neurotransmissor do entusiasmo e do bem-estar. Contudo dou preferência ao meio amargo, com pelo menos 70% de cacau - um quadradinho prontamente mata o desejo do doce.


E, quando não é bastante e sinto que irei ter necessidade de de uma quantidade superior, faço um brigadeiro funcional que virou um clássico na tensão pré- -menstrual. Trituro castanha-do-pará (um/2 xícara de chá) com ameixa seca (quatro unidades) ou tâmara (dois unidades), enrolo em maneira de bolinhas e passo no cacau em pó e no pistache triturado (opcional).


Como fico em atendimento até o último instante, tenho que engolir alguma coisa veloz. Preparo uma dose de whey protein (vinte e cinco g) diluída em água (30 ml) acompanhada de uma banana com pasta de castanha (um colher de sopa) ou um pedaço de coco fresco (trinta g).


Escolho alguma coisa leve só pra não deitar de estômago vago e perder o sono. Normalmente improviso um guacamole: amasso um pedaço de abacate, tempero com orégano, alecrim, azeite e limão. Depois, polvilho com castanha de caju picada. Vai bem com torradinha de pão sírio ou no recheio de um wrap (sanduíche de pão-folha enrolado).



Add comment