Reader Comments

Biblioteca Móvel É Opção Para Leitura Nas Férias

"Paulo Felipe" (2018-04-19)

 |  Post Reply

estantesA coleção de quadrinhos é uma de minhas imensas felicidades, mas, como quase tudo de bom na vida, dá um trabalho danado. que causa boa parte deste trabalho é a variação do formato de publicações no nosso mercado: tenho formatinhos, formato americano, aquele adotado pela HQM pra publicar TWD, álbum, formato que a Pixel apostou um tempo atrás, formato que a Devir adota… Por isso, compro plásticos grandes e os adapto" ao tamanho da hq com fita adesiva. Também as guardo em armários de aço, tipo aqueles que a gente encontra em repartições públicas. Duram um bom tempo, são mais leves e fáceis de limpar. E bem mais em conta que armários de madeira. E compro aquelas pedras anti-mofo e traças.

Espero que este guia tenha dado alguma inspiração para que você consiga dar os primeiros passos nesse mundo, já que a cena ainda não é tão grande quanto a da música ou dos filmes. E para aqueles que já vinham lendo quadrinhos digitalmente, fica convite: deixe as suas dicas aí nos comentários.

Podemos destacar uso das estantes, e também dos nichos artesanais, para mudar a decoração da sala de estar, e assim ter prateleiras bem criativas para guardar livros ou objetos de colecionador. Também podemos aproveitar estas dicas para deixar nossos materiais do ateliê mais organizados, como pincéis, tintas e muito mais.

Se optar por esse investimento, não seja econômico, utilize um saquinho por volume, isso é muito importante. Colocar duas HQs em uma mesma embalagem pode prejudicar suas edições. Por estarem fechadas elas acabam criando um calor dentro dos sacos e a temperatura fará as capas se colarem desbotando ou machucando seu amado quadrinho.

Por volta de 2009 a Mattel (detentora da Hot Wheels) adquiriu a Matchbox e infelizmente a retirou do mercado brasileiro, que me obrigou a partir para compras via Internet. Passei a participar de comunidades de colecionadores diecast nas redes sociais, inicialmente no Orkut e depois com Facebook. Isso permitiu um salto de qualidade na minha coleção, pois observava as coleções de amigos virtuais há mais tempo no hobby e passei a conhecer outras marcas bem detalhistas (Greenlight, Johnny Lightning, Jada, M2 Machines, Kyosho, Minichamps, Welly entre outras). Algumas marcas são pouco comercializadas no Brasil e passei a me aventurar a partir de 2011 em compras internacionais pelo Ebay (site similar ao Mercado Livre, porém com muito mais opções de itens). Entretanto a alta recente no valor do dólar e as taxações da Receita Federal mesmo em compras abaixo de $50 têm inviabilizado as compras internacionais.

Teve épocas que cheguei a gastar até mil reais num mês, isso foi loucura, aí caí na minha realidade, e agora compro as edições mensais, fiz a assinatura da Abril, paguei um ano e agora ganho dois anos de graça, 2013 e 2014. Um negócio muito bom. Mas estamos vivendo um boom nos quadrinhos Disney, então são muitos lançamentos todos os meses. Tem Disney Mega, Disney Jumbo, Disney Big, mais os lançamentos especiais e, logicamente, as revistas de linha. Enfim, não gasto menos de 150 reais por mês em quadrinhos. E ainda compro minhas estatuetas da loja americana Tfaw, aí vai mais uma grana.

Ok, ok, acho que até esse ponto você pode ter se convencido que livros funcionam como meio de comunicação. (Se ainda não estiver, mais um exemplo que mostra a proximidade da literatura com jornalismo e como ambos servem como canal de comunicação: Você sabia que alguns dos grandes clássicos da literatura brasileira foram publicados primeiramente em jornais? A Moreninha de Joaquim Manuel de Macedo é um exemplo. Publicado primeiramente como folhetim - praticamente um ancestral na nossa telenovela - esses livros alimentavam a curiosidade do público e só depois de muito tempo começaram a ser editados e publicados de forma integral, como conhecemos hoje). Agora me diz: Por que HQ não pode cumprir esse papel? Se que conta é estar no produto" jornal, podemos listar centenas de cartunistas que publicam em periódicos.

Quanto à profundidade da estante para hot wheels eu a faço internamente tendo 35 centímetros e as prateleiras tendo 30 centímetros de profundidade. Esses 5 centímetros que me sobram é mais que suficiente para ter as duas portas de vidro blindex. Costumo fazer duas portas de correr para lados opostos. Isso facilita a abertura se seu quarto ou sala tem um espaço pequeno. Dá para se fazer com portas de abrir para fora, mas você tem que prever espaço em volta para quando ela abrir não bater nos móveis em volta. Prefira a de correr. Quanto à profundidade da prateleira, 30 centímetros é ótimo para encadernados que são feitos com as folhas deitadas" tipo aquele "300 de Esparta" do Frank " Miller. Como a maioria dos encadernados não passam de 21 centímetros de profundidade, ainda sobra espaço na frente deles para colocar alguns enfeites: tipo os bonequinhos de personagem, canecas customizadas, ou outras quinquilharias (veja a IMAGEM 6).

Add comment