Reader Comments

A Paixão Pelos Quadrinhos

"Maria Rebeca" (2018-04-19)

 |  Post Reply

Eu mesma, um dia desses, acabei me aventurando no sebo Estante Virtual em busca do primeiro volume de Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, na coleção da Editora Globo traduzida por grandes poetas brasileiros. Já tinha lido livro, mas ele era de uma edição diferente e não ornava com os demais volumes na estante.

estante para vinilPara entrar no mundo digital dos quadrinhos, você vai precisar de três coisas: uma fonte de quadrinhos, um bom método de organização e algo onde ler as suas edições. A seguir, vou detalhar as melhores soluções que eu encontrei para estas três questões.

Este é um dos suportes mais utilizados na hora de guardar gibis, pois permite poupar espaço e conseguir uma arrumação fácil. As caixas de papelão, por serem porosas, têm a vantagem de deixar as revistas "respirar", mas deverão ser bem vedadas para impedir a entrada de pó e insetos.

Houve tempos no qual coleção era coisa dos extremos da vida: ou matéria de crianças com seus bonés, álbuns de figurinhas e bolinhas de gude; ou distração de aposentados atrás de relíquias como moedas antigas e, ápice dos ápices, selos, muitos selos. Desde há muito tempo eu tinha desejo de comprar uma cristaleira. Ao pesar as questões levantadas acima sobre segurança, proteção e extensão das coleções eu logo decidi por essa opção. Eu vinha expondo as peças em uma estante aberta que logo se mostrou inadequada devido ao grande acúmulo de poeira sobre as figuras. Isso fez com que eu as guardasse e partisse à procura de uma cristaleira. Após rodar várias lojas em São Paulo (capital) pude perceber que os preços variavam grandemente e não eram tão atrativos. Depois de muito procurar decidi por um modelo que agregasse preço, estilo e proteção. Alguns critérios eram imprescindíveis para mim, dentre eles a possibilidade de se enxergar as peças de vários ângulos, ou seja, seria necessário a presença de vidros anteriores, laterais e se possível posteriores. Percebi, no entanto que a presença de "vidro" encarecia grandemente a cristaleira. Sendo assim tive que ajustar esse meu desejo ao preço.

Às vezes me bate a vontade de entender a psicologia do colecionismo. que leva pessoas a quererem juntar, e geralmente ostentar que juntaram, todas as coisas que fazem parte de uma série, um conjunto, um agrupamento. motivo de aquilo ser uma coleção pode ser evidente - todos os números de uma coleção de gibis - ou só existir na cabeça da pessoa. Como fui afetado pelo colecionismo desde cedo, queria entender inclusive por que tem pessoas que não fazem coleção de nada.

A ideia de um serviço de assinatura de livros não é exatamente nova. Quem foi criança na década de 70 ou 80 talvez se lembre do Círculo do Livro. Criado em 1973, Círculo era uma editora que enviava aos assinantes, periodicamente, uma revista promocional com informações sobre acervo e lançamentos. Quem participava tinha de escolher um determinado número de livros e os recebia em casa. As obras eram de alta qualidade, tanto editorial quanto gráfica, e os preços ficavam abaixo dos valores praticados na época.

Só que aquele cara na banca falou que não ia ler boa parte do que comprou. A função da maioria daquelas capas duras ia ser, imagino, decorar a estante. Ou completar numeração de uma série, só pela necessidade de completar a numeração. Não era uma pilha para ler depois. Era uma pilha para atender a algum desejo particular, que não de ler.

As estantes de ferro são úteis nos mais diversos ambientes, do hall de entrada até banheiro. Com certeza você terá uma utilidade para ela. A estante de ferro combina muito bem com outras peças de madeira, mantendo aspecto rústico da decoração, tanto em ambientes externos quanto internos, desde que você tenha cuidado de passar tinta esmalte protetora a cada dois anos para prevenir que enferruje.

Teve épocas que cheguei a gastar até mil reais num mês, isso foi loucura, aí caí na minha realidade, e agora compro as edições mensais, fiz a assinatura da Abril, paguei um ano e agora ganho dois anos de graça, 2013 e 2014. Um negócio muito bom. Mas estamos vivendo um boom nos quadrinhos Disney, então são muitos lançamentos todos os meses. Tem Disney Mega, Disney Jumbo, Disney Big, mais os lançamentos especiais e, logicamente, as revistas de linha. Enfim, não gasto menos de 150 reais por mês em quadrinhos. E ainda compro minhas estatuetas da loja americana Tfaw, aí vai mais uma grana.

Olá! Eu sou a Nine Stecanella e você está no Estante da Nine. Nasci e moro em Caxias do Sul no Rio Grande do Sul. Criei blog em 2009, após ter algumas outras páginas com uma amiga, e por aqui compartilho os meus assuntos favoritos, entre eles livros, filmes, séries de TV, esportes e amor pelos animais. Mas não é só isso. Também escrevo sobre decoração, artesanato, cuidados com a casa e alguns dilemas que todos nós, leitores ou não, passamos.

estante para vinilSe você for um colecionador, a estante pode te ajudar a organizar e expor suas coleções, dependendo do tamanho do que você coleciona, é claro! Você mesmo pode montar sua estante, para isso basta comprar nichos de madeira dos tamanhos que você quiser. Você pode pregá-los na parede ou apenas dispô-los uns sobre os outros.

Add comment