Reader Comments

Memória: O Ponto Mais Crítico Para Virtualização

"Eduardo" (2018-04-08)

 |  Post Reply

De todos os 4 principais aspectos de hardware para virtualização (processador, disco, rede e memória) é de comum acordo entre todos os virtualizadores de que administrar memória é a porção mais crítica. O custo da memória e tua limitação de expansão em vários servidores são fatores que tornam muito árduo agregar várias maquinas virtuais em um único hardware. Os fabricantes de virtualizadores implementam varias técnicas para conquistar agregar mais maquinas virtuais por servidor, e por este aspecto a todo o momento existe um ponto a se pagar pelo acréscimo de prática.


Nessa postagem vamos checar outras das principais técnicas, e focar as vantagens, benefícios e desvantagens. Em projetos de virtualização temos de ter o superior cuidado ao dimensionar corretamente a quantidade de memória necessária, fundamentado na procura das maquinas virtuais. Outro defeito comum é o dimensionamento errado de acordo com o tipo de função a ser executada pela maquina virtual. É de comum acordo que servidores de correio eletrônico ou banco de fatos consumam muita memória, porém o mesmo não é válido para algumas funções / serviços. Vários profissionais de infraestrutura acreditam que servidores de impressão (como por exemplo) não necessitam de muita memória, só disco(s) ligeiro(s).


Outro papel respeitável são servidores de arquivo. Vários assim como acreditam que pra um servidor de arquivos só uma legal controladora de disco e discos rápidos são mais do que bastante. O processo de cópia tem muitas particularidades significativas, e isso socorro a dominar melhor as necessidades de outros itens de hardware. Uma das tecnologias inseridas no Windows Server 2008 R2 é o RSS (Receive Side Scaling) que permite acelerar o modo de cópia.


  • 13 Anos, 1 mês and 8 dias
  • Computador se reinicia sozinho
  • Fraqueza da parcela de metal em cima do teclado e pela cota de miúdo do Laptop
  • Preço: $ 4,noventa e nove
  • Memória: 16GB ou sessenta e quatro GB

Até as versões anteriores de sistema operacional de servidor todo o processamento de cópia era feito no primeiro núcleo de processador (Proc 0), de forma que o gargalo era grande, por mais que o servidor tivesse inmensuráveis núcleos. Com o RSS o procedimento de cópia é distribuído entre os núcleos, aumentando o funcionamento pra administrar a cópia. Isso faz significado, porque nas versões anteriores não eram comuns cenários com terabytes de detalhes trafegados pela rede. Outro ponto respeitável é que, pra acelerar o procedimento de cópia entre máquinas na rede é muito muito rapidamente copiar as informações primeiro para memória, pra depois gravar pro disco. Vários fabricantes implementam mais de uma técnica para administrar memória para as maquinas virtuais.


Todas possuem características de utilização específicas e não competem entre si, uma vez que cada uma tem características distintas. Nesta técnica o hypervisor (ou virtualizador) faz uma varredura na memória alocada pra maquinas virtuais atrás de trechos aproximados. Esses trechos são de 4K e, caso seja localizado em duas ou mais máquinas virtuais, dessa forma é mantido uma tabela de Hash para controle dos endereços e somente um dos trechos de 4K é mantido. Eu não poderia esquecer-me de nomear um outro website onde você possa ler mais sobre, quem sabe de imediato conheça ele entretanto de qualquer forma segue o hiperlink, eu amo satisfatório do conteúdo deles e tem tudo existir com o que estou escrevendo por esse post, veja mais em clique no seguinte artigo. Os demasiado trechos possuem apenas um apontamento que é gerenciado pela tabela de Hash.


Pra administrar a escrita nestes trechos de páginas compartilhadas é utilizada uma técnica de Copy-on-Write, de forma que uma cópia é mantida pra cada maquina virtual que faz uma escrita. Esta analise por trechos de 4K não é feita de modo prática, visto que o overhead de processamento seria muito alto. Dessa maneira nos virtualizadores que implementam esse técnica possuem configurações de tempo de varredura (em minutos). A forma como é feito o Scan é bem interessante do jeito que é feita. Vamos supor o cenário de três maquinas virtuais em um servidor físico que implementa TPS.


clique no seguinte artigo caso de sistemas operacionais Windows anteriores ao Windows Visibilidade e Windows Server 2008 cada arquivo do sistema operacional é carregado sempre clique no seguinte artigo mesmo endereçamento de memória (geralmente esses endereços são representados como 00000… etc). Por esse assunto o TPS começa a indagar esses endereços alocados de todas as maquinas virtuais, em blocos de 4K, e começa a compará-los entre si.


Caso seja verificado que o Hash seja o mesmo assim sendo apenas um das alocações é mantida na memória, e as demasiado são liberadas e gerenciadas na tabela de Hash. Esse técnica detém bastante efetividade no momento em que são utilizadas maquinas virtuais com mesmo sistema operacional, mesmos aplicativos e mesmos detalhes. O motivo é que a possibilidade de localizar esses trechos redundantes é muito maior do que se for declarar o episódio com maquinas virtuais com sistemas operacionais distintos, diferentes aplicativos e fatos.


O termo Ballooning é uma técnica comum, em razão de a enorme maioria dos virtualizadores implementa este mecanismo. O Ballooning pela grade divisão dos casos é implementado a partir de um driver de dispositivo. Este driver comunica-se com o virtualizador (ou hypervisor) e informa no momento em que está sob pressão (demandando memória) pra obter mais memória. Quando o driver de ballooning é "inflado" cabe ao sistema operacional da maquina virtual solucionar quais páginas serão desalocadas da memória ara satisfazer as requisições do Ballooning. Esta técnica não é nova, pois há bastante tempo atrás pro sistema operacional DOS neste momento existiam fabricantes que ofereciam softwares que "duplicavam" a memória RAM (ex: QEMM da Quarterdeck ou Double-RAM).



Add comment