Reader Comments

Web site Drauzio Varella

"Enzo" (2018-04-12)

 |  Post Reply

Pegue a fita métrica e meça a cintura. Se você for mulher, com circunferência abdominal acima de oitenta e oito cm ou homem com mais de 102 cm, preste atenção. Peso/ altura x altura). Se chegou até aqui é pelo motivo de se interessou sobre o que escrevi nesta postagem, direito? Para saber mais informações sobre o assunto, recomendo um dos melhores web sites sobre isto esse cenário trata-se da referência principal no conteúdo, encontre nesse lugar Nosso Site.mais informaçőes Caso precise podes entrar em contato diretamente com eles na página de contato, telefone ou email e saber mais. IMC abaixo de dezoito,5 kg/m2 caracteriza desnutrição; entre dezoito,cinco e vinte e quatro,nove é a faixa do peso saudável; entre vinte e cinco e vinte e nove,nove a do excedente de peso; Trinta ou mais a da obesidade.


No outro extremo, no momento em que o IMC cai abaixo de 18,5 a mortalidade volta a ampliar. Estes estudos, no entanto, são contaminados na influência de fatores como fumo, doenças pré-existentes, emagrecimento recente, pequeno número de participantes e período curto de observação. Tradicionalmente, o grau de obesidade tem sido avaliado a partir do Índice de Massa Corpórea (IMC), sem crer a ligação entre circunferência abdominal e altura.


Além do mais, o IMC é um padrão impreciso, porque não permite discriminar se o exagero de peso está ligado à exuberância do tecido gorduroso ou à hipertrofia dos músculos. Não permite, ainda, diferenciar se o tecido adiposo está mais concentrado no abdômen - situação de traço mais alto — ou nos glúteos e nas coxas, localizações menos ameaçadoras. Essas limitações cortam a acurácia do IMC na identificação daqueles com maior possibilidade de criar doenças crônicas, como as cardiovasculares, diabetes e câncer.


  1. Vitamina E - 0,01 mg
  2. 30 gramas de tamarindo fresco
  3. Vitamina C
  4. Verduras de cor verde escura
  5. Coma menos
  6. Ingerir gorduras saudáveis (mono e poli-insaturadas),
  7. Consuma as gorduras naturais sem susto
  8. Quer perder calorias por meio da alimentação (e não com exercícios)

Em cada uma das quatro faixas de IMC - desnutrição, peso saudável, excesso de peso e obesidade - os participantes foram divididos em 6 subgrupos, separados por incrementos de cinco cm pela circunferência abdominal. Os índices de mortalidade de cada subgrupo foram comparados com os daqueles em que os participantes apresentavam a menor circunferência abdominal (dentro daquela faixa de IMC).


Durante o tempo de análise ocorreram 78 1 mil óbitos. Em tal grau em homens como em mulheres, a capacidade da circunferência abdominal esteve fortemente ligada à mortalidade geral. Comparados aos homens com circunferência menor do que noventa cm, aqueles com 110 cm ou mais orientaram mortalidade 52 por cento superior. Mulheres com Nosso Site 95 cm ou mais tiveram mortalidade 80 por cento mais alta do que aquelas com circunferência abaixo de setenta cm.


Pra cada cinco cm de acréscimo pela circunferência abdominal, houve acrescento de 7% pela mortalidade masculina e de 9 por cento pela feminina, dados que se repetiram em todas as faixas do IMC, com exceção daquela abaixo de vinte kg/m2, nos homens. A associação foi mais acentuada entre os 20 e 59 anos de idade, entretanto foi documentada mesmo entre os participantes de 70 a 84 anos.


Comparados com o subgrupo de menor circunferência abdominal, os homens com circunferência maior perderam em torno de 3 anos de existência; nas mulheres, a perda foi de cinco anos.mais métodos A liga mais evidente foi com doenças respiratórias e cardiovasculares; a relação com as mortes por câncer foi menos clara, ainda que significativa. Ultrapassou os limites citados? A menos que você tenha certeza de que, ao despedir-se desse vale de lágrimas, será recebido por um coro de anjos de cabelos encaracolados, não perca tempo: aumente a atividade física e reduza o número de calorias consumidas. Você não tem que ingerir tal.



Add comment